RSP Contabilidade e Consultoria Eireli

Quanto vou pagar de impostos ao abrir um restaurante?

Quanto vou pagar de impostos ao abrir um restaurante?

Ao abrir um restaurante, você vai ter que pagar vários impostos obrigatórios. Afinal de contas, o Brasil exige uma alta carga tributária dos estabelecimentos. Além disso, o atraso no pagamento desses tributos pode gerar multas e transtornos.

Como há muita burocracia no Brasil, você deve se organizar, para evitar que aconteça algum problema com o Fisco.

Então, para te ajudar a evitar dores de cabeça, acompanhe o nosso artigo, e confira tudo sobre os impostos de restaurantes.

Quais os principais impostos para restaurante?

Como sabemos, os impostos para restaurantes no país são muitos, assim como para os demais segmentos também. Sendo assim, para te ajudar a entender um pouco mais sobre eles, separamos os principais.

Contribuição Previdenciária Patronal (CPP): é o imposto que ajuda a manter o Regime Geral de Previdência Social. Justamente por isso, ele é um imposto ligado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Além disso, a sua cobrança não é sobre suas vendas, mas sim sobre os salários e pró-labores da sua empresa.

O PIS (setor privado), e o PASEP (setor público), é imposto para manter o seguro-desemprego e o abono salarial. A Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) varia conforme a receita de cada empresa.

Outros impostos são cobrados com base no lucro da empresa. O IRPJ, por exemplo, deve ser feito anual, mensal, trimestralmente ou ainda por evento. A sua cobrança é sobre lucro arbitrado, o lucro presumido ou sobre o lucro real.

A Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) também é para a Seguridade Social. Porém, a sua cobrança é feita sobre o lucro líquido, e nos casos de o lucro ser real, e antes do Imposto de Renda.

Por fim, há impostos que são sobre os serviços e os produtos. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) é, como o nome já diz, sobre aqueles produtos industrializados que sofrem alguma modificação.

A cobrança do O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é estadual e incide sobre os produtos que circulam.

O Imposto Sobre Serviços (ISS) é municipal. E sua cobrança é para as empresas que prestam serviços. Por ser municipal, ele varia de acordo com a legislação de cada município.

Enfim, organize-se para não perder as datas de pagamentos e evitar multas.

Quais as principais obrigações fiscais ao abrir um restaurante?

As obrigações financeiras devem estar em dia para garantir que você não terá prejuízos.

Por isso, mesmo que algumas pessoas digam que o não cumprimento dessas obrigações pode gerar uma economia, é bom lembrar que essa economia é momentânea, e os juros e multas serão bem altos.

Para não ter nenhuma surpresa ao fim do mês, ao decidir abrir um restaurante, garanta que todas as obrigações fiscais estejam em dia. Você deve pagar os impostos e emitir as notas fiscais todos os meses.

Além disso, também deve contar com uma equipe profissional de contabilidade, especializada no ramo alimentício. Afinal de contas, eles possuem experiência suficiente para te ajudar a manter seus impostos em dia.

Ademais, antes mesmo de abrir um restaurante, você deve escolher o regime tributário do seu negócio. Cada regime de tributação possui uma funcionalidade específica. E um profissional de contabilidade também poderá te ajudar nessa questão.

Simples Nacional ou Lucro Presumido: qual escolher ao abrir um restaurante

Para os restaurantes, as melhores opções são o Simples Nacional e o Lucro Presumido.

O Simples Nacional surgiu para simplificar a tributação. Além disso, ele torna bem ágil esse processo. Voltado para micro e pequenas empresas, cuja renda bruta anual é de 4,8 milhões.

A simplificação é por meio da DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional. Este documento unifica todos os tributos em uma única guia. Dessa forma, fica mais fácil o pagamento de impostos da sua empresa.

No regime de tributação do Simples Nacional, os impostos em cima de bebidas industrializadas devem ser calculados junto com os outros impostos no DAS.

O Lucro Presumido, por sua vez, é a base para o pagamento do IRPJ e do CSLL. Ele serve para se ter uma base do lucro líquido. Baseando-se na receita bruta e em receitas passíveis de tributação.

É possível obter o resultado a partir de percentuais sobre a Renda Operacional Bruta do seu restaurante. Com base nesse resultado, é possível calcular outras receitas que possam existir.

Se você está em dúvidas sobre qual regime tributário escolher, conte com o auxílio de um escritório contábil especializado na área alimentícia.

Quais são as obrigações contábeis ao abrir uma empresa no Brasil?

Ao abrir um restaurante, as obrigações contábeis ocorrem da mesma forma que qualquer empresa. Essas obrigações estão relacionadas às obrigações fiscais. O contador, para emitir relatórios e declarações, precisa analisar as questões fiscais, tributárias e de faturamento.

Essas informações devem comprovar a situação patrimonial e financeira da empresa. Lembrando sempre que, tanto essas informações quanto o cumprimento das obrigações contábeis, são essenciais para manter o negócio legalizado.

Você deve obter a autorização e registros em órgãos competentes, para assegurar a legalidade do seu restaurante.

Entre essas obrigações e registros, podemos destacar:

  • A CNAE (define a natureza jurídica, regime tributário e a atividade econômica);
  • Há também o registro do contrato social em um órgão competente;
  • A obtenção do CNPJ;
  • A inscrição municipal e a estadual (a estadual depende da atividade).

Além disso, em relação à estrutura física, é necessário ter um alvará de funcionamento, da vigilância sanitária e do corpo de bombeiros.

Para iniciar as atividades a todo vapor, enfim, basta obter um registro na Previdência Social, e autorização para emitir notas fiscais.

Então, após abrir o restaurante, é necessário cuidar das obrigações tributárias. As obrigações, normalmente, ficam a cargo do contador. Pois, com os relatórios, é possível apresentar a situação patrimonial e financeira do estabelecimento para o governo, sócios e gestores.

Dessa forma, o enquadramento jurídico da empresa é quem irá ditar quais são as obrigações contábeis do estabelecimento.

Principais obrigações contábeis ao abrir um restaurante

As obrigações contábeis mais comuns são:

  • O balanço patrimonial;
  • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE);
  • Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA);
  • Escrituração Contábil Digital, cuja emissão pode ser através do SPED;
  • Demonstração das Mutações Relativas ao Patrimônio Líquido (DMPL).

Enfim, como a carga tributária é alta, deve-se sempre fazer um planejamento. Dessa forma, você garante que todas obrigações contábeis sempre fiquem em dia, e você possa gerenciar o restaurante com eficiência mesmo em períodos de crise.

Pensando em montar o seu próprio restaurante? Entre em contato conosco, nós podemos ajudar!

FoodCont é a sua contabilidade especializada em restaurantes. Entre em contato conosco, converse com nossos analistas e conheça mais sobre os nossos serviços.

Rua Silveira Campos, 375 | 1º Andar Cambuci | São Paulo – SP | CEP: 01541-020
(11) 3349-3383
(11) 9.9184-7891
contato@foodcont.com.br